GALERIACORES GALERIACORESGALERIACORES GALERIACORESGALERIACORES GALERIACORESGALERIACORES GALERIACORES

Galeriacores / Home I ForumsIGrupo/Groups I Cartoons I Publicações I Culinária/Recipes

Altar virtual /Chapel I Notícias dos Açores I Notícias da Graciosa I Links I Fotos-Photos


Arauto

Desgarradas na Net da autoria de Jorge Gonçalves da ilha Graciosa e de Rosa Silva da ilha Terceira. Um sector informativo do Grupo Galeriacores

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Um aceno à Ilha Graciosa

Para ver a animação clique nesta imagem e aguarde uns segundos. To view the animation click on this image and wait a few seconds.

A ilha Graciosa, a segunda mais pequena do arquipélago dos Açores, com todas as suas belezas paisagísticas e encantos naturais, é também sobremaneira uma das mais bonitas e belas da nossa região. É, por conseguinte, uma ilha fascinante que cativa e fascina igualmente todos os que a visitam. É o caso, por exemplo, do amigo Dr. Onésimo Almeida, um catedrático universitário que, ao visitar a Graciosa, ficou de tal forma encantado com ela que sempre que surge a oportunidade gosta imenso de cá vir para matar saudades. Apesar de não ter nascido cá, esta ilha é hoje, tanto para ele como para a esposa, o lugar predilecto para passarem as bem merecidas férias de verão.


Recebi na semana passada um email deste nosso amigo que me escreveu para dizer que não vinha cá este ano devido a uma agenda extremamente carregada. Além disso, nesse mesmo email ele conta que, estando recentemente com os amigos graciosenses, Ildeberto e Ondina Medina, no restaurante português "O Dinis" em (East Providence, Rhode Island, EUA) e, enquanto conversavam sobre a Graciosa, foi rabiscando num guardanapo de papel uns fabulosos versos de quatro rimas carregados de saudade por esta terra que ele tanto ama e que, aliás, tenho o grande prazer de os partilhar no Galeriacores com todos os nossos leitores.

Quem é o Dr. Onésimo Almeida?

Julgo que o Dr. Almeida é bem conhecido por todos os açorianos e realmente não precisa de grandes introduções. Ele que há uns anos atrás apresentava um programa na RTP Açores "À conversa com o Dr. Onésimo Teotónio Almeida" foi um programa de grande valor cultural que reuniu os grandes nomes dos pensadores e intelectuais mais conhecidos da nossa região.

Alguns dados biográficos:

O Prof. Dr. Onésimo Teotónio Almeida nasceu na ilha de São Miguel e vive actualmente nos Estados Unidos da América onde exerce a sua profissão de catedrático na Universidade Brown onde é também um dos seus mais ilustres directores. Para além disso, julgo saber que foi esta mesma universidade que atribuiu, há alguns anos atrás, o Doutor honoris causa ao Dr. Mário Soares, o Ex-Presidente da República Portuguesa.

Ficam aqui os versos do Dr. Almeida que ele intitulou de:


Toadas à Graciosa num guardanapo de papel


Graciosa doce e calma

Tão serena, graciosa.

Fico contigo na alma,

Que, longe, fica ciosa.


Ilha branca, tão maneira

Na Praia, em Santa Cruz,

Nas entranhas da Caldeira,

Na claridade da Luz.


Nas águas do Carapacho

Ou nas do Barro Vermelho

Fico tão jovem que acho

Que nunca mais serei velho.


Porto Afonso vermelho

Negro o ilhéu da Baleia

Serra das Fontes espelho

De verde e alma bem cheia.


Do Farol a vista é larga:

Terceira, S. Jorge e Pico

O Faial mais à ilharga

E eu varado me fico.


Dei-te a volta no teu seio,

Dei-te a volta pelo mar.

Fiquei preso no teu meio,

Já não sei senão voltar.


Quem não sabe como és,

Não entende este cantar,

Este sentar-me a teus pés,

Este sentir-me ficar.


Quem só no mapa te viu

E nunca em ti se quedou,

Não devia dar um pio,

E, se falar, que falou?


O teu silêncio é brando

Azul suave, mas fundo.

Tem essa paz que eu ando

Em vão buscando no mundo.


Cantar-te assim soa a falso

Eu sei, mas culpa não tens.

Estas rimas que eu te faço

É que não valem vinténs.


Porque se eu fosse capaz

De cantar-te como és,

Vinha todo o mundo atrás,

Ter contigo a sete pés.


Deixa-te só, não faz mal.

Sorri p'ra dentro e goza

Essa paz porque afinal

Quem tem graça é graciosa.


Por isso o bom é calar,

Manter p'ra nós o segredo.

Deixar o mundo pensar

Que estar em ti é degredo.


Versos escritos num guardanapo

No Restaurante português "O DINIS"

East Providence, Rhode Island, EUA

23 de Junho de 2008

Onésimo Teotónio Almeida

Marcadores: , , , , , , , ,

2 Comentários:

Blogger Terceirense disse...

Ó que linda rima essa,
Mas que rica a sua peça
Para nos fazer lembrar
A beleza dessa ilha
Aliada à maravilha
Que acabo de encontrar.

Bendigo tal guardanapo
De papel, melhor que trapo,
Que seja emoldurado:
E nessa tela feliz
Bendigo quem tão bem diz
Dessa ilha com agrado.

Peca tanto minha sextilha
(Também já conheço a ilha
E sei que é mui vistosa),
Ao lado da sua graça
Um encanto me repassa
P'ra voltar à Graciosa.

É uma ilha toda branca
Que sempre Saudade arranca
A quem lá passou ou passa.
Dou aos versos de Onésimo
Um bravo pelo tredécimo
Encanto que nos enlaça.

Rosa Silva ("Azoriana")

Peço perdão pela singeleza dos meus versos comparados à alteza dos versos do Prof. Dr. Onésimo Teotónio Almeida, mas garanto que os fiz de repente e com o único sentido de elogiar os maravilhosos versos feitos à ilha Graciosa.
Bem haja a Jorge Gonçalves por partilhar connosco essa preciosidade.
Abraço

6 de agosto de 2008 13:11  
Blogger heitor disse...

A grande oportunidade de se conhecer a Graciosa vai ser quando for inaugurado o hotel que está a ser construído nas imediações do complexo desportivo de Santa Cruz. Esperemos que isso aconteça no decurso de 2009, para que então a Graciosa se torne mais animada e tenha novos postos de trabalho para os seus filhos, de modo a que a população não diminua.

7 de outubro de 2008 12:47  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Google
Europe Travel Newsfeed



Curiosidades
TV grátis via Satélite
Satellite free TV
Desgarradas pela Internet
O mundo da música grátis
Plantas Milagrosas
Saúde e dietas
Galeriacores cartoon humor